6 coisas que não exigem talento para ser um(a) Empresário(a) Júnior

          Empresas Juniores no geral não exigem conhecimento prévio para fazer parte da equipe, já que a proposta do movimento é justamente oferecer aos alunos a oportunidade de adquirir experiência profissional ainda na graduação. Mas isso não quer dizer que todos que se candidatarem em um processo de seleção para uma EJ estão garantidos de seu ingresso. Habilidades e atitudes que se encaixem a cultura da empresa são determinantes para esse feito. Além disso, serão esses mesmos comportamentos os direcionadores na tomada de decisão de toda a jornada do membro, desde a seleção, avaliação e promoção, até seu desligamento se assim for necessário.

       Viemos então falar sobre 6 coisas que não exigem talento para ser um(a) Empresário(a) Júnior e que, na visão da Vale Verde, fazem total diferença durante o período que se dedicará a empresa. Afirmamos com tranquilidade que esses mesmos comportamentos proporcionarão bons resultados em vários âmbitos da vida, seja ela pessoal, acadêmico ou profissional. Perceba-os e desenvolva-os em você que o sucesso será consequência!

 

Diligência

Diligência é considerada a virtude humana de lutar e seguir rumo a um objetivo de vida pessoal e/ou profissional por meios éticos até alcançá-lo, dando o máximo em tudo que vai fazer. É importante em uma equipe de empresa júnior que os membros exerçam suas atividades com total cuidado e dedicação, sempre atento ao cumprimento de prazos e à aplicação de procedimentos. São essas pessoas que se destacam e chegam a lugares que nunca imaginaram.

 

Engajamento + paixão pelo o que faz

Quem se entrega a EJ alcança grandes resultados pra si e para a empresa. Assim, ter engajamento e paixão pelo o que faz é o combo perfeito para conseguir se dedicar o suficiente, se deliciando com o aprendizado até quando precisa corrigir tudo que estiver errado. Dessa forma as metas serão alcançadas mais rapidamente e o resultado será muito mais satisfatório.⁣

 

Mente aberta

Aprender e desenvolver novos conceitos, mesmo que a princípio você não concorde com eles, é uma habilidade fundamental para saber encarar novas propostas e respeitar o outro. Dentro de uma EJ, onde os membros estão constantemente pensando em inovar, estar aberto a encarar novos estímulos e mudanças é muito importante. É daí que surgem grandes ideias, além de proporcionar mais maturidade em vários âmbitos da vida.

 

Atitude/iniciativa

Ter atitude e iniciativa faz diferença dentro de uma EJ. Apesar das Ej’s terem uma estrutura organizacional os quais delegam tarefas e cobram por resultados, ser proativo é uma característica esperada de todos os colaborados. Não esperar ordens para se movimentar, ter autonomia para buscar formas de solucionar problemas e apresentar resultados além do esperado, contribuem para melhorar o fluxo e a dinâmica de toda a equipe para atingimento das metas.

 

Estar preparado

Quando se entra em uma EJ é preciso ter em mente que você está se propondo a fazer parte de um movimento de constantes desafios. Estar aberto para eles e preparado a encarar qualquer situação ou circunstância é a chave para alcançar grande produtividade e o sucesso.

 

Comprometimento

Assumir compromisso com a EJ é ser leal aos propósitos dela. Quando ingressamos em uma empresa, estamos concordando com aquilo que estão nos propondo. Portanto, depois de aceitar estas condições, devemos embarcar nesta oportunidade da melhor forma possível e com comprometimento.

 

Não deixe de fazer parte da Empresa Júnior do seu curso. Nela você terá chance de desenvolver diversas habilidades, além de trocar conhecimento e experiências com a equipe, aprendendo a lidar com os desafios do empreendedorismo ainda na fase de formação!

 

Texto: Natalia Gonçalves

0 respostas

Deixe uma resposta

O que achou do post?
Deixe sua contribuição com o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *