Como ser um Consultor Ambiental de sucesso?

     Quer ser um consultor ambiental de sucesso?

Esse post é para você!

     Em todos os âmbitos há profissionais medianos e profissionais de excelência, e o que os torna diferentes são suas atitudes perante os serviços recebidos. A qualidade é um quesito básico, que vem acompanhada do empenho e seriedade do consultor, este devendo sempre estar atualizado sobre as leis ambientais aplicáveis a seu setor e nicho, e das novas necessidades da área.

     A pontualidade é outro fator fundamental, mas que muitos deixam a desejar. Entregar projetos no prazo determinado, chegar no horário em reuniões e eventos, ou inclusive antes, fazem com que sua credibilidade no mercado se eleve. Sabe-se que há casos em que o cliente deseja ou necessita que o projeto seja entregue em tempo recorde, mas é necessário ser sincero quanto a viabilidade de execução para com o cliente. A responsabilidade, apesar de essencial, não é praticada por muitos.

     Ademais a isso, para alcançar seus clientes é necessário comunicação, prospecção ativa e passiva, participar de eventos, fóruns, manter relacionamentos. O famoso network ou rede de contatos nada mais é que estabelecer relações benéficas profissionalmente, seja para uma possível parceria, ofertas de emprego ou simplesmente para troca de informações.

     É de extrema importância o tão conhecido “pensar fora da caixa”, inovações agregam valor ao seu serviço. Uma destas é o uso de drones, GPS e outras tecnologias para mapeamento, geoprocessamento, estudos pré-campo, dentre outros. Essas tecnologias além de serem possíveis diferenciais servirão como facilitadores e organizadores de seus serviços.

     Outros fatores para destaque do consultor são a experiência, de intermediária à avançada, em programas de texto, planilhas e apresentações e um bom perfil profissional em redes sociais. Se a propaganda é a alma do negócio, uma boa apresentação do profissional e de seu produto contam e muito no mercado de trabalho.

Texto: Thais Pixinine

0 respostas

Deixe uma resposta

O que achou do post?
Deixe sua contribuição com o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *